A Capa


Síndico ganha R$8 mil por ser chamado de 'viado' por vizinha

Por Redação em 30/08/2007 às 15h14

Síndico ganha R$8 mil por ser chamado de 'viado' por vizinha

Depois de Richarlyson querer uma indenização no valor de R$300 mil, a 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro garantiu o pagamento de R$ 8 mil ao professor Sérgio Casaes, 58 anos, síndico do Edifício Master, a título reparatório por ter sido xingado de "viado" e "filho da puta" por uma vizinha.

A decisão saiu em 14/8 e ainda cabe recurso. Segundo o jornal O Dia, "o síndico conseguiu indenização de R$ 600, mas não se satisfez com o valor. Recorreu e a indenização subiu para R$ 8 mil".

Ao perder a primeira ação, a moradora, que é advogada, também recorreu e, para justificar que estava certa, resolveu apelar, pedindo exame de perícia no síndico - que foi negado - a fim de provar que o síndico era gay. "O fato de o autor ser ou não homossexual não é o que está sendo discutido", escreveu a juíza Patrícia de Carvalho na sentença.

O síndico nega ser homossexual e já havia registrado brigas na 13ª DP de Copacabana. Ele disse que está satisfeito: "Uma decisão como essa nos faz crer na Justiça".

Realmente, ser gay é o caminho mais curto para a casa própria. Mais sobre o assunto aqui.



Você gostaria de conhecer seu próximo namorado?

Se você quer conhecer vários caras bem próximos da sua casa ou do seu trabalho, nós temos uma solução completa e experiência de mais de 14 anos formando casais gays para namoro, casamento e também para uma noite de diversão.

Você só precisa se dedicar um pouquinho fornecendo suas informações com uma boa foto e pronto! Vários caras vão bater na sua porta querendo um pouquinho de você.

Gostou da ideia? É bem fácil, basta clicar aqui nesse link e digitar o seu e-mail para ter tudo isso.



Você quer receber nossas noticias por email?



Link

Comentários








Dunha Joe: E desde quando ser gay é xingo???

JOCIMAR: LEGAL,APRENDI MAS UMA VEZ E TANB AGIRA FA MEISMA FORMA. E PONTO FINAL................

Zuleica Altenhofen: Oi!Sou síndica de um condomínio no RS, e comigo aconteceu um fato semelhante;depois de interditar a academia do prédio q estamos montando com doação de aparelhos doados por moradores;um proprietário veranista se achou no direito de usá-la sem a minha permissão,estando a mesma interditada pelo fato dos vários aparelhos serem um risco para os condôminos estando em manutenção para reparos,um dos condôminos veio áté meu apto me chamando de vagabunda,puta, síndica corrupta e débil mental; e q o mesmo não precisava seuir as regras pois era dono do prédio asim como eu,e disse mais, que o mesmo conhecia o meu passado; isso ocorrendo aos berros para todos os condôminos ouvirem..O q acham disso..e q providências posso tomar...

Junior Argôlo: Não existe coisa mais torpe, vil, reles, aviltante de nos depararmos dia-a-dia com pessoas do quilate dessa advogada. É livre o direito de amar. É sublime o direito de querer ser o que quiser. É constitucional o direito a igualdade. Parabéns Síndico.

jurandyr: teste de pericia e uma onda!!! huahuahuahua

paulo machado: Eu fico pensando e calado num silencio absoluto,so-zinho,eu tento sentir o que uma pessoa vive qdo é chamada de gay, de negro, de pobre, e com que autoridade uma pessoa pode desacatar outra? como pode ser assim? isso tem que ter um fim- só quem sofre na pele sabe o que é se sentir assim" publicamente". tomara que isso tudo tenha uma punição honesta humana e justa.parabens!!

PAULO 2//9/7: HÁ.... ´SÓ FALTAVA ESTA,PROVAR PARA ELA QUE É GAY OU NÃO, SAI FORA DESTA MULHER, INDENIZAÇAO É POUCO, ELA TEM QUE SER PRESA, ONDE JÁ SE VIU UMA COISA ASSIM,SE ELE É OU NAO É ,NÃO CABE ESTA MULHER DE JUGAR NINQUEM, É ISTO AI INDENIZAÇÃO NELA. JÁ PENSOU SE É O CONTRÁRIO ELA TIVER QUE PROVAR SE ELA É MULHER DE VERDADE AI O BICHO PEGA NÃO É MESMO.

breno: é isso ai meu filho PARABENS!!!! essa gente vai ter que aprender a ter respeito!!!

Ari junior: não vejo a hora de alguém me xingar...

Gordo: Eu ainda acho que foi pouco... olha a que ponto chegamos!!! esse processo cogitou a a possibilidade de um cidadão ser gay ou não, que vergonha... ela deve pagar muito mais e ser exposta ao ridículo e se eu fosse esse nosso amigo sindico iria querer mais, muito mais...

ARABE_COXUDO: É ISSO AÍ PROFESSOR, QUEM FALA O QUE QUER, PAGA O QUE NÃO QUER!!

Joao Faustino: So indenizaxao nao basta não. Ela tinha que ser presa, ter a foto estampada nos jornais para ver se ela aprendeu a licao e nunca mais falte com o respeito a qualquer pessoa.

robson: esta mulher tem que ser banida da OAB ridiculo esta historia do sindico ter que provar que nao é viado e ser for? ele pode ser tratado como tal? acho igual ao caso do racismo, um cara negro, tem que se conformar de ser chamado de preto, urubú, macaco só por que sua cor é negra? esta mulher tem que paga muito mais que isto, afinal o sindico esta expondo sua vida, sendo humilhado, e chacoteado por seus conhecidos. justica!!!

robson: depois da cassa ás bruxas, agora estamos em uma época de cassa aos viados, agora provar se o cara dá ou nao dá, vai ser muito dificil!dependendo deste exame ridiculo e homofobico, para atestar se o cara é gay, dependendo do tamanho desta sonda o cara perde a virgindade na hora e ai? o que provou? ridiculo este tipo de prova, infelizmente estamos em um pais que para justificar erros as pessoas usam palavras para ofender a dignidade da pessoa em questao, seja viado, preto, gordo etc.

riccardo: párias e espúrias da raça humana como esta "elementa" - saco de escremento ambulante e respirante deveriam ser apartados da sociedade, por terem em seu ranço de DNA - pois isso é questão genética mesmo - posições preconceituosas, abusivas e acobertadas pela sociedade, que nada de mal vêem em usar a terminologia "viado", "bicha", "mona" e outras coisas mais asquerozas e despresíveis, como o são as pessoas que fazem usodessas palavras. Discriminação - seja ela qual for...

C.Cunha.: Pa´rabéns mais uma vez a Nossa Justiça que mais uma vez provou ser uma Instituição Soberana.Não está em jogo saber se o Acusado é ou não homossexual,se gosta disto ou dáquilo... O que se trata é de ofensas a moral e aos costumes do mesmo.Que essa punição siga de exemplo à os que pensam que saíram impunes a atos como estes e tantos outros que,infelizmente,ainda se mostram"escondidos" na Nossa Sociedade.De novo Parabéns a Nossa Justiça.

Guga Pereira: O que deve ser posto em cheque não é o fato do síndico ser gay ou não e, sim, o fato de ser taxado de forma pejorativa. Essa advogadazinha acha que é a dona da razão quando exige perícia para provar que o cara é gay. que coisa mais ridícula? E se for, qual é o problema? Cabe a ela o mérito da questão?

carlos santos: logo logo, tou rico. (sacanagem)hehehe, mas fico besta como em pleno século 21 tem gente de mente tacanha como essa advogada(?)...tá ruim de chegarmos ao 1.mundo mas...genteeeeeeeeeeeee vamos processar e acabar com o problema da habitaçao no brasil. (tem que levar na brincadeira, porque analista tá caro pra caramba) eu já ném ligo mais pra isso, mas que processar é uma boa ideia lá isso é. brasileiro só toma juizo quando tem que meter a mão no bolso.

Junior - Parte III: Mesma coisa que alguem pegasse nosso Clodovil ou nossa Rogéria e chamasse de viado. Ele não é viado, ele é um ser humano (homem-cidadão) que gosta e ou relaciona-se com outro homem sem que ninguem tenha nada a ver com isto. e pra concluir faço minhas as palavras do victor...

Junior - Parte II: A questão é exatamente esta, é de conhecimento de todos que no calor de discuções tais chamamentos não são nada inocentes mas carregados de sentimentos de repulsa, ou seja quando alguem chama outrem de viado, sapatão ou qualquer outra coisa em meio a uma discução ou em meio público com denotação pejorativa, isto torna tal chamamento ofensivo, já se o mesmo chamamento ocorresse no face to face em tom civilizado e normal, não poderia ser imputado como pejorativo, já que é algo restrito as partes.

Junior - Parte I: Gente é alarmante o quanto bicha é escandalosa e dramática... Tudo bem que o tiozinho não seja gay ou que fosse.. Ninguém tem o direito de sair por ai dizendo aos quatro ventos que o tal o é. Isto chama-se invasão de privacidade, cada um tem sua vida e deve saber como conduzi-la. Mas as bichas que acham que deve-se ostentar bandeiras para ser feliz, ficam alarmadas quando as pessoas sentem-se constrangidas ao serem chamadas de "viado" "gay" ou qualquer outro nome pejorativo que agregam-nos.

Guilda Tchiveta: Nossa Alexandre! Quase que vc escreveu um capítulo de novela da Globo! Tô só zoando. Parabéns pelo texto. Quanto a xingação, a "brasileirada" é mal educada mesmo. Os brasileiros são outra coisa. Essa dona classe média e advogada devia saber que injúria é crime. Ter jeitinho e dar a... é uma questão de privacidade e livre arbítreo. Ela queria que fizessem exame anal no síndico? Vai aprender a ser gente, minha senhora...

André Versiani: Essa mulher é ridícula. O sr defendeu-se, apelando por seus direitos e ela parece-me uma histérica descontrolada. Deve pagar por seu desequilíbrio.

DamirLins: Parabéns ao sindico por ter ido em busca do seu direito. Mas o que ali valeu não foi o fato da Adv pagar por sua agressividade e sim por sua propria ignorancia. Cometeu um um erro grave que só pro um descontrole emocionou bostejou palavras indesejadas. E no Forum? Que tipode cliente esta advogada poderá constituir. Uma vergonha para os Advogados do Brasil. Volte a facudade minha senhora. Se achas que ser viado é coisa ruim negativa despresivel, olhe um pouco para dentro de seus mais proximos.

NENO SHOW: homosexualidade não é opção, opção é escolha e acredito não se escolha ser ou não ser homosexual... Portanto não importa se ele é ou deixa de ser, a agressão foi feita e como cidadão ele foi em busca dos seus direitos. Parabéns!!!!!!!!!!!!!!!! Quanto ao valor recebido, foi pouco para ele mas talvez tenha servido para a senhora advogada pensar duas vezes...¨Viado é produto de luxo¨ rsrsrsrsrsrs

Victor: Claro que o síndico está certo e a juíza tão certa quant ele. O que está em jogo não é o fato de ele ser homossexual ou não. É o desrespeito com os homossexuais!Ninguém tem o direito de chamar um negro de crioulo", "carvão" ou qualquer nome que o deprecie. Não se discute o fato de ser negro. Discute-se a agressão moral ao negro. O que impressiona mais é um dentista que acha normal ser chamado de viado e ainda fala mal do síndico. Se o síndico estivesse errado não ganharia a causa!!

Alexandre: qdo ela achar que assim o pode fazer porque julga que está acima das outras criaturas e tem esse direito. Chega de violências! Parabéns a todos e muitas coisas boas na vida, que é o que mais precisamos!

Alexandre: mas não diferentes a ponto de não sermos nem mais considerados como pessoas, que faremos o mundo mudar e preparar o caminho para que mais e mais singularidades humanas sejam respeitadas pelo que são, não importando o que nesse momento histórico se pense dela. Essas vicissitudes da humanidade têm que ser corrigidas e nada melhor para se aprender como isto. Nunca mais uma pessoa como ela vai amealhar a dignidade de outra nem com um "bobo" desmesurado pleno de má intenção usado para humilhar

Alexandre: Não se maltratem muito e aprendam que o caminho está sendo feito, e qu precisamos justamente é fortalecer as nossas instituições que devem ser sãs e éticas, pq assim, sim, seremos iguais, pq podera se viver na sociedade sem achar que se vive sem história, conquistas e a construção de valores que nós forjamos e que não foi apenas para benefício próprio, mas sim para todo o coletivo de pessoas que puder se considerar. É assim, não ocultando que somos diferentes, sim, mas não diferentes

Alexandre: já esqueceram que são humanos e que merecem ser tratados com respeito, e não ter que adotar uma carapaça p/ enfrentar o mundo, uma couraça. Chega com esse tipo de constrangimento! Seremos vistos (o futuro está nos mostrando isso) e passaremos a existir em termos de ter direitos, e não só meus impostos que pago compulsoriamente para nada usufruir deles se um dia precisar pq não há nada voltado a emancipar e considerar as particularidades do cidadão gay para o convívio com os demais. (continua)

Alexandre: têm. O que eu estou achando engraçado é pq as pessoas aqui não comemoram a conquista de termos sensibilizado a tal ponto que isso hj está revertendo positivamente e permanecem no "somos fortes, agüentamos tudo?" não é justamente o que queremos, ter nossos afetos reconhecidos, inclusive o desamparo frente a um mundo que só age com a exclusão violenta de nossas diferença, e nos ampare? ampare nossos bens, nossos cônjuges e filhos e nossa dignidade? pensem bem, de tanto levar porrada, já

Alexandre: por decidir que isso é uma violência, não se baseando em uma prática compensátoria, por exemplo. Qdo fala que ser ou não homossexual não é o que está discutido, ela marca imediatamente que se baseado em fato comprovatório ou não, o relevante é que não se descentre o foco, e o foco é que tanto ela como ninguém podem tratar um semelhante dessa forma, ainda mais sabendo que esse tratamento visa jogar a vítima num fosso de ostracismo social e psicológico sabendo que essas palavras têm a força que

Alexandre: certa indiferença e nos dessensibilizarmos perante tal tratamento de terror. Isso é um absurdo! Não temos que agüentar isto, num mundo ideal, meu desejo nunca seria apontado e visto pejorativamente, como por acaso acho que o da vizinha não é, creio eu. Logo, há uma desigualdade de conduta, sim, não fiquem querendo obliterar isso pq é pior p/ vcs e p/ a postura que se adota diante de homofóbicos como ela! Tanto é que ser homossexual nada representou nesta questão que a juíza soube muito bem

Alexandre: Ah, qual é, pessoal? Ser chamado de veado e filho da puta é xingamento, sim! Não nos venham com essa de querer esvaziar o sentido do léxico simplesmente por adotar uma postura de "isso não é nada, querida". A coisa que a gente mais quis uma vida inteira quando se erige uma identidade que reconhece em si mesmo um desejo homossexual é que esse desejo não nos seja apontado de uma forma tão aviltante quanto com termos como viado e bicha. Nós é que fizemos o esforço de sustentar conosco uma (continua

Gustavo: Independente de sua sexualidade, raça, religião, queira ser respeitado e exija ser respeitado, e vá em busca de reparos à sua dignidade. Mesmo que valores não reparem, mas quando o assunto é diheiro, o povo se coça, e muito.

JUSTO: parabéns! eu tb estou processando um sujeito por me chama de viado, pois é uma forma jocosa de se referir ao homosexual. se me chamar de homosexual , não tem problema, porque eu tb posso chamar o outro de heterosexual.agora, me chamar de viado , boiola ou qq nome que me ridicularize utilizando minha sexualidade, LEVA PROCESSO

Augusto: Mais do que ganhar a ação (merecida), fatos como este ganham espaço, respeito, ajudam a colocar fim no precoceito e fazer as pessoas entenderem que não tem direito de usar a opção sexual de uma pessoa como arma numa discussão...apoio!

Quietodf: Cara, ser chamado disso e de qualquer outra coisa não é motivo de processo. Mas muitos aqui já tiveram a desgraça de ter alguma vizinha advogada-vagaba-egocêntrica-xiliquenta-feladaputa que se acha o máximo e tem razão de tudo. Briga por tudo. E faz questão de ter um puta dum cachorro daqueles que latem até pro vento pra arrumar encrenca. Bem feito, pra ela aprender a tomar conta de homem e nao de 'viado' como ela diz.

Bem dotado: muito bem, quem mandou essa mulher faltar com respeito, são ações como essa que fazem o Brasil melhorar, vamos ver se da próxima vez essa advogada respeita os outros e mais não sei se o pessoal assistiu o filme edificio master do eduardo coutinho, porque esse cara que aparece na reportagem foi um dos principais entrevistados.....

dennys torminn: já fui chamado até de dentista mais gay do brasil,barbie odontológica e dedinho mágico...se processasse ia ficar mais ridículo ainda...povo bobo...

Nilsomn: Muito bem feito!!! Mas ainda foi pouco considerando que a égua lá era uma advogada ciente q isto seria ilegal. Ele deveria era ter ganho os 300mil que era muito merecido!!

Ricardo: Concordo com a Lucia Menezes. Eu trabalho numa grande agência de publicidade e faz parte de nosso planejamento de longo prazo a extinção de propagandas de álcool. Em relação à homofobia e a pior forma de preconceito, que é a formação de estereótipos, os programas de humor escondem-se na isenção de censura para atender aos interesses homofóbicos. E o efeito dos programas de humor nos jovens é trágico, pois levarão anos para acabar esta formação de estereótipos gays.

André: Viado é xingamento????

PAULO: A advogada que o ofendeu entrou com um pedido de pericia anal para jusatificar a sua agressão. Essa pessoa deveria ser expulsa da terra, deve ser um monstro alienígena, ou algo que o valha. A questão não é ser ou não ser "bicha" a quiestão é a ofença, ela deveria pagar oitenta mil e não oito.

Alex: Apesar da omissão do Congresso Nacional, que adota e todos os subterfúgios possíveis, para não aprovar a lei que criminaliza a homofobia, o Judiciário brasileiro está de parabéns. A Justiça vem suprindo a lacuna na legislação, toma do decisões semelhantes à dos países do primeiro mundo. O caso desse síndico foi um exemplo louvável.

THanya Tulmuto: PAssadaaaaaaaaaaaaa!!! Estou PLASMASTIFICADAAAAA!!! VOu processar minha Sindicaaaa!!! mim chamou de TRAVA :) babado forte heinn!! LUxooooooooooooooo!!! Arrazouuuuuuuu!!!

Lucia Menezes: A síndica é uma vítima dessa mídia formadora de opinião que forma desde os jovens que assistem CASSETA&PLANETA com seus quadros homofóbicos. Estes humoristas em menos de dez anos serão como o GERSON, um atleta que fazia propaganda de droga legal, FUMO, e dizia: "è preciso levar vantagem em tudo!!". Muitos GERSONS surgirão e serão execrados pela mesma sociedade que o aplaudia anteriormente.

Lucia Menezes: Muitos se dizem descreditados da Humanidade, mas estes exemplos demonstram a ´tendêncaida rápida evolução qu teremos nos próximos 10 anos. Veremos propagandas de cervejas e alcool proibidas como acontece atualmente com os cigarros. Drogas legais não poderão ser vinculadas na mídia. Esses programos de humor como o da emissora de rádio OI FM que promovem a homofobia e são aceitos atualmente, serão condenados pela sociedade. Tempos que observar que essses fatos ocorrem pelos estereótipos criados.

casal_estavel: Parabéns ao Judiciário brasileiro que defende o negro, a mulher, o pobre e principalmente o gay, pois não é concebível o fato de se ser gay ter sua dignidade ofendida e aviltada! Tanto os homens como as mulheres devem ser respeitadas e também nós os gays temos este direito e devemos nos impor a todos que tentam nos marginalizar e nos atacar! O respeito é algo imprescindível em qualquer sociedade que se diz justa, não cabendo o preconceito e nem a discriminação! Parabéns ao Judiciário brasileiro!

ggrecife: Ainda bem que neste país onde impera os absurdos, ainda há juízes com discernimento justo. Pois o fato não se limita a ser ou não gay, e sim a respeito e dignidade, ser gay não determina caráter, ou seja você não é melhor nem poir por isso, simplesmente você é o que é. Parabéns juíza

celibater@hotmail.com: eu tb quero que me xiguem de viado to afim de ganhar uma grana de algum trouxa isso e um absurdo o mundo e gay..

Anterior  1  Próxima 

Ofertas Atirados

 

 

Cueca Breathable Mesh - Coleção Envy

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 112,00

 

 

Cueca com Fechos Magnéticos Break A Way - Coleção Envy

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 125,90

 

 

Cueca Maximum Front Enhancement - Coleção Envy

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 112,00

 

 

Jockstrap Maximum - Branca - Coleção Envy

 

Preço: R$ 199,00
PROMOÇÃO: R$ 169,90


É expressamente proibido a reprodução parcial ou total de qualquer conteúdo do site A Capa sem prévia autorização por escrito dos responsáveis.
A Capa na iTunes App Store A Capa no Android Market RSS Facebook Twitter SoundCloud
Cadastre-se no informativo