A Capa


Mulher trans é morta, desmembrada e cozinhada pelo próprio marido

Por Redação em 16/05/2017 às 16h49

Mulher trans é morta, desmembrada e cozinhada pelo próprio marido
A mulher trans Mayang Prasetyo foi brutalmente assassinada, desmembrada e cozinhada pelo próprio marido, o chefe de cozinha Marcus Volke. O caso aconteceu na Austrália e foi divulgado recentemente.

O crime foi denunciado pelo eletricista Brad Conye, chamado pelo cozinheiro para resolver um problema na eletricidade de sua residência, ocasionado pelo caldo de partes do corpo de sua esposa que entornou no forno, provocando uma explosão elétrica. Em depoimento, Brad contou que assim que chegou no apartamento se deparou com o que ele descreveu como uma cena chocante.

O eletricista chamou a polícia para denunciar o ocorrido. Quando os policiais chegaram no local do crime, antes de abrir a porta, Volk pediu para que Conye segurasse seus cachorros. Nesse momento, Marcus se suicidou.

No inquérito, as autoridades relataram que ao entrar no apartamento se depararam com o corpo do cozinheiro caído imóvel no chão sob uma poça de sangue que jorrava de sua garganta. Na casa, foram encontradas partes do corpo de Mayang espalhadas pelo cômodo, enquanto outras cozinhavam no fogão.

COBERTURA DA MÍDIA

A cobertura do caso pela imprensa australiana foi bastante criticada por entidades ligadas aos direitos das pessoas LGBT pelo sensacionalismo e falta de respeito com Mayang Prasetyo.

Segundo a imprensa local, Prasetyo trabalhava como garota de programa para mandar dinheiro para sua família na Indonésia. Seu marido, Marcus, também fazia programa, paralelo à profissão de cozinheiro.

O jornal Courier, bastante criticado pela insensibilidade e pela super exposição da vítima, que teve parte do seu corpo desmembrado estampado na capa do periódico, se retratou dizendo que as informações sobre a profissão da vítima também foi bastante explorada pela mídia. Ainda, o jornal afirma que condenou o "crime terrível contra um ser humano" e que não teve a intenção de desrespeitar a vítima ou perturbar sua família.


Você gostaria de conhecer seu próximo namorado?

Se você quer conhecer vários caras bem próximos da sua casa ou do seu trabalho, nós temos uma solução completa e experiência de mais de 14 anos formando casais gays para namoro, casamento e também para uma noite de diversão.

Você só precisa se dedicar um pouquinho fornecendo suas informações com uma boa foto e pronto! Vários caras vão bater na sua porta querendo um pouquinho de você.

Gostou da ideia? É bem fácil, basta clicar aqui nesse link e digitar o seu e-mail para ter tudo isso.



Você quer receber nossas noticias por email?



Link

Comentários








Renard: Lamentável é gente que não consegue dissociar algumas coisas de outras. Mas fazer o que, não é mesmo? Bicha burra nasce homem.

Antonio: O cara é um perturbado que cometeu um crime horrendo e a pessoa fica falando sobre ele ser um tesão. Lamentável.

Max: Pelas barbas do profeta! Paguei um programa com um cara parecidissimo com ele (beijava na boca tão bem).Será que era ele? Me deu até um calafrio pelo corpo agora.

Renard: Eu faria um programa com esse Marcus Volke, desde que não acabasse como a mulher dele. Que tesão ele é!...ops...era!.

Lucas: A palavra cozinhada não existe. A grafia e conjugação correta é: cozida.

Renato: Isso foi em 4 de outubro de 2014. Foi bizarro, mas pq estão dando a notícia agora?

Anterior  1  Próxima 

Ofertas Atirados

 

 

Cueca Breathable Mesh - Coleção Envy

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 112,00

 

 

Cueca com Fechos Magnéticos Break A Way - Coleção Envy

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 125,90

 

 

Cueca Maximum Front Enhancement - Coleção Envy

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 112,00

 

 

Jockstrap Maximum - Branca - Coleção Envy

 

Preço: R$ 199,00
PROMOÇÃO: R$ 169,90


É expressamente proibido a reprodução parcial ou total de qualquer conteúdo do site A Capa sem prévia autorização por escrito dos responsáveis.
A Capa na iTunes App Store A Capa no Android Market RSS Facebook Twitter SoundCloud
Cadastre-se no informativo