A Capa


Entidades sociais farão protesto em SP pela memória da travesti Dandara

Por Tiago em 16/03/2017 às 16h45

Entidades sociais farão protesto em SP pela memória da travesti Dandara
A Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, e demais entidades sociais ligadas aos direitos humanos e movimentos pró-LGBT, realizarão no próximo sábado, 18, um protesto em memória da travesti Dandara dos Santos, cruelmente assassinada em fevereiro no Ceará.

Intitulado "Chega de LGBtfobia", o ato visa pressionar políticos a tipificarem o crime de ódio contra a vida de outrem por causa da orientação sexual, nos mesmos moldes do racismo.

A manifestação terá concentração às 16h e saída às 17h da Praça Roosevelt, na Consolação, região central da capital. Os manifestantes percorrerão a Avenida Ipiranga, Praça da República, Avenida Vieira de Carvalho e Largo do Arouche.

Caso

Dandara dos Santos, de 42 anos, foi brutalmente assassinada no dia 15 de fevereiro, com socos e pauladas. A agressão foi toda filmada por seus algozes e compartilhadas nas redes sociais. Com a repercussão, o crime chocou o país, gerando revolta e comoção entre os internautas. O caso está sendo investigado pela polícia do Ceará e até o momento oito suspeitos estão presos, sendo que quatro deles são menores de idade.


Você gostaria de conhecer seu próximo namorado?

Se você quer conhecer vários caras bem próximos da sua casa ou do seu trabalho, nós temos uma solução completa e experiência de mais de 14 anos formando casais gays para namoro, casamento e também para uma noite de diversão.

Você só precisa se dedicar um pouquinho fornecendo suas informações com uma boa foto e pronto! Vários caras vão bater na sua porta querendo um pouquinho de você.

Gostou da ideia? É bem fácil, basta clicar aqui nesse link e digitar o seu e-mail para ter tudo isso.



Você quer receber nossas noticias por email?



Link

Comentários








pierre: No direito penal quando não se quer punir ninguém mas se quer dar uma cara de punição a algo errado cria-se o que se chama de norma penal em branco. Ela abrange tudo e nada ao mesmo tempo, dando-se margem às interpretações mais malucas possíveis e sempre necessitando de apoio de alguma outra ciência fora do direito penal para precisá-la.Por isso a criminalização do ódio à comunidade LGBT deve ser específica e NUNCA jamais GERAL. For assim, juízes mandarão fazer laudos e mais laudos, socorrendo-se de opiniões diversas para se chegar à conclusão, por exemplo, se o agredido era ou não uma travesti ou até mesmo o que é ser travesti,com discussões processuais eternas até que a punição seja atingida pela prescrição, ou seja, o direito de punir é perdido diante da demora em aplicá-lo. A lei tem de ser clara, precisa e objetiva. No caso, bem rigorosa também.

Max: Se esses religiosos não fossem uns pilantras, eles seriam os primeiros a irem contra toda e qualquer tipo de discriminação, digo isso, porque são, em sua maioria, os "religiosos" que barram que se inclua a lgbtfobia como crime.

HeDC: Muito cinismo e hipocrisia é colocar junto com racismo, religião... e preconceito antiLGBT que é bem mais comum e intenso nada... O ideal mesmo é "Motivo de Intolerãncia Geral" ELIMINANDO os detalhismos para evitar má interpretações. aí contempla a intolerãncia ideológica, etc.

Anterior  1  Próxima 

Ofertas Atirados

 

 

Cueca Breathable Mesh - Coleção Envy

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 112,00

 

 

Cueca com Fechos Magnéticos Break A Way - Coleção Envy

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 125,90

 

 

Cueca Maximum Front Enhancement - Coleção Envy

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 112,00

 

 

Jockstrap Maximum - Branca - Coleção Envy

 

Preço: R$ 199,00
PROMOÇÃO: R$ 169,90


É expressamente proibido a reprodução parcial ou total de qualquer conteúdo do site A Capa sem prévia autorização por escrito dos responsáveis.
A Capa na iTunes App Store A Capa no Android Market RSS Facebook Twitter SoundCloud
Cadastre-se no informativo