A Capa


Grupo LGBT reproduz versão gay erotizada da Santa Ceia e causa polêmica na Itália

Por Tiago em 14/04/2017 às 15h32

Grupo LGBT reproduz versão gay erotizada da Santa Ceia e causa polêmica na Itália

Religião e erotismo são como água e óleo: por mais que tente misturar, serão sempre divergentes, sobretudo se o erotismo em questão for homoafetivo.

Em Salerno, na Itália, a organização LGBT Divercity, causou polêmica ao reproduzir uma versão gay e erotizada da Santa Ceia, para divulgar uma festa que aconteceu na noite da última quinta-feira (Santa para os católicos), 13. A imagem mostra Jesus com seus doze discípulos despidos ou com pouca roupa, se beijando e em uma espécie de kama sutra sexual. 

A resposta da ala conservadora da cidade foi imediata. Raffaele Adinolfi, representante local do partido II Popolo della Famiglia, disse que, em nome da organização, é seu deve "expressar publicamente nossa indignação e convidar todos os habitantes de Salerno, crentes e não crentes, a fazerem o mesmo".

LEIA TAMBÉM: Campanha de roupa íntima une homens gostosos com cachorros fofinhos; veja

"A imagem é ofensiva e alternativa a apenas uma coisa: o bom gosto" continua Adinolfi, que expressou um pedido para que a festa fosse cancelada. Para ele, as minorias querem respeito, mas não estão dispostas a respeitar o outro lado.

OUTRO LADO

Em resposta no Facebook à ofensiva do partido conservador, Emanuele Avagliano, um dos organizadores da DiverCity, declarou que eles respeitam "a opinião alheia, mas igualmente reiteramos com força e convicção nossa liberdade para vivermos e nos divertirmos da maneira como acharmos melhor", escreveu. "Além disso, enfatizamos que a peça de comunicação que utilizamos não tem como intenção blasfemar, nem ofender, nem desrespeitar", defendeu.

"Nossas cores, nossos sorrisos e nossos corações não podem nem devem ser contidos por pessoas que se escondem por trás do racismo político e da homofobia", finaliza Avagliano.

Em maio de 2016, a Justiça da Itália legalizou a união entre pessoas do mesmo sexo no país.

Com informações do Lado Bi



Que tal mais caras e encontros?
Tem horas que tudo que mais queremos é ter vários contatinhos na agenda para um sexo bem gosto, mas às vezes queremos apenas aquele contato especial, aquele crush magia, para ir no cinema e levar pra jantar.

O legal é que tem lugares que você pode encontrar tudo isso, tanta gente querendo encontros casuais e deliciosos como um amor pra vida. O Disponivel.com é este lugar e está cheio de caras incríveis perto da sua casa.

Já são 15 anos formando casais, encontros e tudo isso... Além do que você pode ver os caras ao vivo pelas câmeras ou seus vídeos gravados, conversar no chat... Tem muita coisa. Entre aqui e aproveite agora e gratuito.



Você quer receber nossas noticias por email?



Link

Comentários








piccolino: Ops, digitei errado: século XXI.

piccolino: Chegamos ao século XIX e sexo continua como 'coisa do diabo' (o clássico de terror O Exorcista que o diga... rsrsrs). Um artista plástico, há alguns anos, exibiu em Nova York suas impressões muito particulares do cristianismo. Uma das instalações consistia em um crucifixo mergulhado em urina. Alguns muxoxos aqui e ali, mas nada muito além disso. Agora, nessa página, gays pedem a pena de morte a seus semelhantes por exibirem personagens do novo testamento fazendo...sexo!!! Fanatismo e ódio, os radicais religiosos têm muito a aprender com esses "gays". Ah sim, aquele artista plástico não era gay.

Claudio: se "respeito é uma moeda de troca" e os gays já não são respeitados pelos religiosos, então os gays não tem porque respeitar religião a troco de nada, oras !

Rodrigo: Por favor, isso não é arte nem aqui e nem no curso de pintura de guardanapo da minha avó Nicolina. Muitos gays sem limites gritam por respeito sem ao menos saber o significado da palavra, não respeitam ninguém. Não mexa com as imagens, a fé e a devoção alheia - "respeito é uma moeda de troca".

Renard: Gostaria de ver uma versão gay da "Santa Ceia" ou uma apresentação da "Paixão de Cristo" com a "Linda Emanuély", o "Bruno Pelachin", o "Max", o "Cara do Rio" como Jesus e outras figuras que por este site abundam....

j.: relamente excessivo e nada a ver é a debochitização de uma religão e de varios outros coonceitos deploráaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaavel mas respeito acabar os gays não querem serem mortos, estuprados e queimados não se devem fazer chacotes comcoisas serias o inimigo é que gosta e se sente mais endossado para massacar e tucridar os gays depois os gays querem respeito como vão ter se eles mesmo não tem respieot nem com eles nem com as crencas conceitos dos outros delporavel não crucifiquei a travesti pregada na cruz mais isso essas kama sutra foi concedenavel merece queimar anquele lugar acaba não queremeque odeiem as bichas coitadas que deus tenha piedade homofobia é crime mas blasfemia tb

Carlfer: Acho desnecessário mexer com símbolos religiosos, porem o que eu vejo nos religiosos é de uma hipócrisia.Fazem um escândalo por causa de uma imagem ou passagem bíblica mas não aplicam em suas vidas as palavras de Cristo. Q é o q realmente importa.

DITA PARLO: Tesão. (risos)

Max: Por onde anda Bruno Pelachin? Apesar de discordar dele por diversas vezes, sinto falta dele.

Anterior  1  Próxima 

Ofertas Atirados

 

 

Cueca Breathable Mesh - Coleção Envy

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 112,00

 

 

Cueca com Fechos Magnéticos Break A Way - Coleção Envy

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 125,90

 

 

Cueca Maximum Front Enhancement - Coleção Envy

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 112,00

 

 

Jockstrap Maximum - Branca - Coleção Envy

 

Preço: R$ 199,00
PROMOÇÃO: R$ 169,90


É expressamente proibido a reprodução parcial ou total de qualquer conteúdo do site A Capa sem prévia autorização por escrito dos responsáveis.
A Capa na iTunes App Store A Capa no Android Market RSS Facebook Twitter SoundCloud
Cadastre-se no informativo