A Capa


Márcio Retamero: "Amai-vos uns aos outros: basta de homofobia!"

Por Márcio Retamero* em 10/02/2011 às 13h47

Está aberto o debate polêmico em torno do tema escolhido pela APOGLBT para a maior Parada do Orgulho do mundo, a de São Paulo!

De um lado, temos os que consideram a escolha do tema um equívoco; de outro, os que ponderam no atual contexto sócio-político brasileiro e conseguem enxergar no tema escolhido uma oportunidade, talvez pela primeira vez, de enfrentar o fundamentalismo religioso, que tanto mal tem feito às pessoas LGBT e às instituições políticas do nosso país.

Eu estou entre os que enxergam na escolha do tema a oportunidade de tratarmos publicamente, de maneira séria e responsável - e coletivo-democrática - sobre o espinhoso e maléfico fundamentalismo religioso de vertente "cristã". Na verdade, creio que passamos da hora de enfrentar este tema e debatê-lo publicamente!

Lamento os que enxergam na escolha do versículo bíblico cristão um equívoco e até entendo o temor de misturar temas como homofobia e religião ou reivindicação de direitos e religião, mas não creio que a intenção da APOGLBT seja misturar os temas, mas denunciar, usando a Lei do Amor transmitida por Jesus, a prostituição nefanda e nojenta que assola o Brasil nos nossos dias e que tem minado o avanço das agendas de Direitos Humanos em nossa pátria: o casamento nefasto de política e religião, ou melhor, o uso da religião para instalar entre nós um Estado Teocrático de fato, mas não oficial.

É urgente este debate em torno do uso da religião pela política e do assalto pela vertente fundamentalista religiosa das instituições democráticas no Brasil e creio que é exatamente isso que a APOGLBT deseja com a escolha do tema em questão. Se alguém duvida do debate urgente e necessário desse tema, precisa de colírio dos bons ou de coragem para publicamente assumir que alguns desejam a manutenção do atual estado das coisas entre nós, motivados, talvez, pelo tal senso de autopreservação.

Quem viu e ouviu as coisas feitas e ditas durante a campanha presidencial do ano passado e para o Congresso Nacional, não pode dizer que este debate não seja urgente e necessário. Vimos e ouvimos os caciques religiosos impondo suas condições para apoiarem os candidatos à presidência e a aceitação, por parte desses, dessas imposições, se isso foi jogo político para alcançar a cadeira no Planalto, para depois esquecer os compromissos firmados com tais lobos em pele de cordeiro, a conta da dívida virá célere.

Vimos e ouvimos candidatos ao Congresso e ao executivo estadual - com raríssimas exceções - usando e abusando até mesmo dos jargões religiosos para obterem votos nas urnas, tudo isso com a promessa da defesa da "família" e dos "valores cristãos" e a bancada evangélica fundamentalista só cresceu!

Não faz muitos dias e os telejornais mostraram ao Brasil o atual presidente da Câmara dos Deputados, o Sr. Marco Maia (PT/RS), participando de um culto evangélico dentro das dependências do Congresso Nacional. Não faz muitos dias que ficamos sabendo da opinião do senador Lindbergh Farias (PT/RJ) sobre o PLC 122, que embora tenha assinado o desarquivamento do Projeto de Lei proposto pela senadora Marta Suplicy (PT/SP), declarou: "O ponto que preocupa (as lideranças evangélicas) é o que toca a liberdade de culto". Para o senador Lindbergh, será preciso chegar a um consenso com a bancada evangélica (olha ela aí!) para que o PLC 122 possa prosperar, ou seja, já adianta que mais concessões devem ser feitas aos fundamentalistas!

Os dois exemplos acima não bastam para que entendamos de uma vez por todas a urgência do debate em torno do tema que a APOGLBT escolheu para a Parada do Orgulho de 2011? O que é preciso acontecer doravante para nos conscientizarmos disso? Alguém sabe me dizer quais são as razões reais para que o PLC 122 não ter sido aprovado depois de quatro anos em trâmite? Alguém sabe me dizer por que a senadora Fátima Cleide, esta corajosa mulher, cheia de tenacidade, que lutou tanto pelo PLC 122, não ter sido reeleita? Alguém sabe me dizer as reais razões que explicam o fato do casamento civil LGBT ter sido aprovado na Argentina e em Portugal, dois países inegavelmente "cristãos", cuja influência da Igreja ainda se faz sentir?

Não podemos negar: o assalto pelo fundamentalismo religioso das instituições políticas no Brasil tem sido a causa de não avançarmos no campo do Legislativo; este é o nosso maior inimigo político! Não será com as estratégias equivocadas usadas até agora que conseguiremos avançar, uma vez que já está mais que provado pelos fatos (e contra esses não há argumentos!) que, no campo do Legislativo, temos sido derrotados até aqui!

A Revolução Política de 1789 ocorrida na França usou como slogan a liberdade, a igualdade e a fraternidade; não são versículos bíblicos, mas são, na essência, valores pregados por Jesus (basta ler o Sermão da Montanha, S. Mateus cap. 5) e não observados pelos fundamentalistas. Esta é apenas uma, das muitas lições que a História nos dá, no uso de valores que passam pelo cristianismo, embora sejam universais, como o "amai-vos uns aos outros", para a luta política.

Por tudo isso, parabenizo à APOGLBT na escolha do seu tema para a parada do orgulho de 2001! Oxalá as demais paradas do orgulho LGBT do Brasil (mais de duzentas!) sigam a APOGLBT, para que o debate público em torno do espinhoso tema do uso da política pela religião ganhe as ruas, os meios de comunicação de massa, cada casa e cada família desta nação.

Por fim, cito o grande Karl Marx, lido aos pedaços e tão pouco compreendido pelos intelectuais de botequim que adoram passar por marxistas da esquerda militante: "O SOFRIMENTO RELIGIOSO É, AO MESMO TEMPO, EXPRESSÃO DE UM SENTIMENTO REAL E PROTESTO CONTRA UM SOFRIMENTO REAL. SUSPIRO DA CRIATURA OPRIMIDA, CORAÇÃO DE UM MUNDO SEM CORAÇÃO, ESPÍRITO DE UMA SITUAÇÃO SEM ESPÍRITO: A RELIGIÃO É O ÓPIO DO POVO". Atentem para a citação inteira e não somente para a sua última parte e, então, entenderás o que Marx quer realmente comunicar com sua sentença mais que verdadeira!

* Márcio Retamero, 36 anos, é teólogo e historiador, mestre em História Moderna pela UFF/Niterói. É pastor da Comunidade Betel/ICM RJ e da Igreja Presbiteriana da Praia de Botafogo. É autor de "O Banquete dos Excluídos" e "Pode a Bíblia Incluir?", ambos publicados pela Editora Metanoia. E-mail: marcio.retamero@gmail.com.



Você gostaria de conhecer seu próximo namorado?

Se você quer conhecer vários caras bem próximos da sua casa ou do seu trabalho, nós temos uma solução completa e experiência de mais de 14 anos formando casais gays para namoro, casamento e também para uma noite de diversão.

Você só precisa se dedicar um pouquinho fornecendo suas informações com uma boa foto e pronto! Vários caras vão bater na sua porta querendo um pouquinho de você.

Gostou da ideia? É bem fácil, basta clicar aqui nesse link e digitar o seu e-mail para ter tudo isso.



Você quer receber nossas noticias por email?

Link

Comentários








André Russo Presley: Parabéns Márcio pela palavra que mostra que a Igreja Inclusiva luta pela igualdade dos gays e por seus direitos sociais, lamento muito que existam pessoas como o Washington e o Caio Varela e me regozijo em saber que a ídeia deles é individual e não alcança o coletivo. Cada um deve fazer a sua frente na luta contra a homofobia, seja através de atitudes civis ou religiosas. Lembremos que muitos inspiram mortes, mas não são pensadores de morte, e quem tem um bom português aprende na escola o que é interpretar um texto. Paz e respeito!

claudinei: Eu sendo católico adorei o tema é um tapa na cara da população católica ou protestante que dicrimina muito os gay, sabendo que todos somos irmão, assim diz jesus quem não tiver pecado que tire a 1ºpedra, saiba lei 10.948/01, te condena a prisão .

Leitor: Para que haja liberdade se faz necessário uma reforma no pensamento. Vejam este exemplo que Fawzi Barhoum falou sobre a democracia e o Hamas: "O Hamas acredita nas eleições, mas elas só podem acontecer após a reconciliação (política)" [o Estadão - http://bit.ly/fOa4Kj]. Ou seja, o discurso do senador Lindbergh Farias foi o mesmo do líder do Hamas, porém dentro do contexto brasileiro ("Para o senador Lindbergh, será preciso chegar a um consenso com a bancada evangélica... para que o PLC 122 possa prosperar" - interpretação precisa do Rev. Retamero). ABSURDO !!

roberto: Márcio, agradeço pela sua presença em minha vida e de minha família: minha mãe e o Dal. Minha mãe está voltando do hospital, hoje, para casa. Estou feliz por mais esta chance, de ver na prática o "amai-vos uns aos outros". Você é o exemplo, incondicional. Apesar de meu atual estranhamento como religião e Igrejas, reconheço a importância de Betel, não só na minha vida, mas na vida de tantos. Tenho certeza do bem que Betel faz para os que querem se afastar do "ópio" - seja ele a religião ou as drogas químicas. Aos que lêem, continuem aproveitando ou conheçam Betel. E entenderão a mensagem do Márcio. Roberto Saldanha.

Fê Lima: De fato não está nada fácil defender esse tema quando os argumentos são "os outros não sabem", os outros são vesgos", "os outros esquecem"... Argumentos de falta de argumentos. Em tempo: o Vaticano é um país como o Brasil ou o Irã ou Uganda ou a Suíça. Vão rasgar a carta da ONU? Que cômico? Há militantes mais nefastos que homofóbicos e envergonham o Movimento. Nem o "perdoai-os, eles não sabem o que dizem" cabe num caso nesses.

Benjamin Bee: Dá-lhe, Retamero. Tudo isso sem tirar nem por. Peça magistral da sua verve. Parabéns!

Ideraldo Luiz Beltrame: Querido Márcio... Que bom ao meu coração ter lido suas palavras sábias e prudentes! Em fim uma discussão de altíssimo nível! Faço minhas tods as suas palavras e leh garanto que não foi, e não está sendo fácil argumentar e garantir a validade dos questionamentos deste tema. Todos gritam pelo Estado laico e apregoam que o mundo não é exclusivamente cristão, mas esquecem que a CNBB e os Executivos das Igrejas Evangélicas manadm muito mais do que pensamos ou queremos no Congresso e Senado. Esquecem-se de que vivemos sob o significado de um Estado moderno laico hegemônico no mundo ocidental, mas não questionam que o Vaticano tem um assento na ONU! Otema "Amai-vos uns aos outros: basta de homofobia" deve ser uma refelxão para a sociedade e o Estado brasileiros, mas também para o movimento LGBT.

Marcell Maia : Caio Varela, com um assessor parlamentar como você, quem precisa de inimigos entre os fundamentalistas?! Agora dá pra entender melhor pq a Senadora Fátima Cleide não foi reeleita! Incompetência gera derrota; mas não traga isso pra militância, basta de gente incompetente! E qto à sua vontade, quem dá o mínimo pra ela? À despeito dela, os Crivellas e Rodovalhos continuam, inclusive, sendo reeleitos. Acorda!

Washington: Cara Léa, tinha pulado essa parte. Valeu por ter me informado. Só lembrando, reverendo, que a Revolução Francesa afundou a França numa miséria, matou milhões de pessoas e fez subir ao poder um tirano: Napoléon Bonaparte. Praticamente TODAS as revoluções (exceto a Americana) causaram regimes tão ou mais violentos que os seus antecessores. Veja o caso de Cuba, China, URSS. Karl Marx não é digno de admiração, mas repúdio de qualquer pessoa séria. Agora, reverendo, faça o seguinte: saia do armário e assuma que é ateu, pois enganar gays trouxas que querem casar em igrejas «friendly», não dá. Eu não sigo religião alguma, mas respeito quem siga DESDE QUE não me atormente. Mas isso não é motivo para eu virar antirreligioso, ou algo do tipo. Fui...

Espantalho: Quem são os ganhadores da polêmica gerada? Que benefícios conseguiram querendo "gerar polêmica"? Pretenciosos só conseguem "criar barraco". Os fundamentalistas religiosos estão dançando de alegria! Argentina e Portugal não precisaram dessa discussão inócua para conseguir reconhecimentos de direitos, foi justamente o contrário. Mas... todos sabem o que é persistir no erro...

HeDC: Parabéns pelo laicismo não dito mas mostrado que não se deve misturar política e religião (e o CORRETO é além do Estado: escolas, espaço público, ONGs, concessões públicas...). O problema é essa interpretação de dizer "verdadeiro" ou "falso" Cristianismo, "que Jesus pregou", e etc... LAICIDADE SEMPRE é esse que deve ser o foco e alertar pela INTROMISSÃO INDEVIDA dos religiosos contrários aos LGBTTs. E importante que a defesa dos LGBTTs NUNCA DEVE SER por MEIOS RELIGIOSOS favoráveis senão dá razão aos contrários SE INTROMETEREM indevidamente e estes são IMENSA MAIORIA.

Espantalho: É uma escolha muito mais por desejo de poucos militantes de um revanchismo conservador do que de busca de benefícios para a comunidade LGBT. Um deserviço!

Léa: Oi Washington, o Rev. Márcio não esqueceu não, colocou a frase completa, leia de novo o texto. Não concordo com tua posição mas que o Rev. Marcio é fofa isto é. rsrsrs. AMAI-VOS UNS AOS OUTROS: BASTA DE HOMOFOBIA!!!

Washington: Sinto, muito, reverendo Márcio Retamero. Citar Karl Marx, aquele que inspirou revoluções e mais de cem milhões de mortes, como fonte inspiradora, não dá. Perdeu a credibilidade. Um pastor fã de Karl Marx? Esqueceu de dizer a religião é o ópio do povo, né, pastor! «parada do orgulho de 2001!». Voltou no tempo, fofa?

André Sena: Parabéns mais uma vez pelas sapientíssimas palavras do Reverendo Retamero. Esse texto é muito mais do que um simples artigo. É um manifesto, e uma exortação a consciência cidadã brasileira. Parabéns ao site A CAPA pela iniciativa desta coluna.

Caio Varela: Como nao quero Marcelo Crivella e Rodovalhos da vida se metendo na política. Não quero "pastores" gays envolvidos na mesma. A parada deve tratar de DIREITO - de construção de políticas públicas. Alem disso, essa porcaria de tema exclui os nao cristaos. RETROCESSO

gustavo: Parabenizo o Márcio pelo brilhante texto. Pontual nos incontestáveis argumentos e de ampla visão na análise do contexto em que se inserem. É um privilégio para o site tê-lo como articulista - e também para nós, LGBTSs "de boa vontade" (expressão tomada da Bíblia), por nos tornamos melhores cidadãos diante de explanações deste calibre.

Anterior  1  Próxima 

Ofertas Atirados

 

 

Cueca Breathable Mesh - Coleção Envy

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 112,00

 

 

Cueca com Fechos Magnéticos Break A Way - Coleção Envy

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 125,90

 

 

Cueca Maximum Front Enhancement - Coleção Envy

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 112,00

 

 

Jockstrap Maximum - Branca - Coleção Envy

 

Preço: R$ 199,00
PROMOÇÃO: R$ 169,90


É expressamente proibido a reprodução parcial ou total de qualquer conteúdo do site A Capa sem prévia autorização por escrito dos responsáveis.
A Capa na iTunes App Store A Capa no Android Market RSS Facebook Twitter SoundCloud
Cadastre-se no informativo