A Capa


Márcio Retamero: A "ética" do líder da bancada evangélica no Congresso

Por Redação em 22/09/2011 às 15h39

Márcio Retamero: A "ética" do líder da bancada evangélica no Congresso

Entre 1904 e 1905, o sociólogo alemão Max Weber escreveu dois longos artigos, que reunidos em 1920 deu origem ao que muitos consideraram “o livro do século 20”: A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo.

No livro, Weber investiga as causas do desenvolvimento primordial do capitalismo nos países protestantes, notadamente Inglaterra (puritanismo) e Alemanha (luteranismo). O Calvinismo pregava a santificação da vida, entende-se por isso a santificação da vida do crente em todas as esferas, inclusive, no trabalho secular; ao mesmo tempo, pregava uma ascese em relação ao “mundo”. Tais doutrinas, segundo Weber, encorajavam o planejamento racional e a abnegação em prol do lucro, gerando, desta maneira, as condições necessárias para o desenvolvimento do capitalismo.

Ascese em relação ao mundo e santificação da vida: temos aqui dois pilares do protestantismo histórico que perdura até aos nossos dias, principalmente nas igrejas protestantes históricas, como a Igreja Batista e a Igreja Presbiteriana.

Nasci num lar evangélico e desde pequeno tais doutrinas me foram ensinadas: devemos ser separados do mundo, mesmo nele habitando. Isso significa que os chamados “hábitos mundanos” como gula, jogatina, consumo de álcool, tabaco e outras drogas eram terminantemente proibidos para cristãos. Uma vida opulenta também era considerada pecado. Agradecíamos a Deus pelo que tínhamos e deveríamos buscar, ao mesmo tempo, uma educação qualitativa que nos desse “um lugar ao sol”, mas tendo em primeiro lugar o Reino de Deus. Se a escolha fosse medicina, seríamos médicos à serviço de Deus e assim por diante.

Tudo isso era basicamente ensinado nas igrejas históricas até a década de 90 do século passado. Com a ascensão do neopentecostalismo e sua doutrina da prosperidade, tudo mudou – pra pior, bem pior – necessário dizer. Nessa modalidade de “fé cristã”, prega-se que Deus – dono do ouro e da prata – quer também que seus filhos e filhas sejam prósperos financeiramente falando. Para isso, o fiel deve honrar a “Deus” – leia-se agremiação religiosa – com seus dízimos e ofertas. Quanto mais você ofertar, mais você recebe.

A tal ascese que Weber identificou ficou no passado. Hoje em dia, pastores e pastoras bem sucedidos usam roupas de grife, dirigem carros de luxo e moram em mansões cheias de opulência (a do bispo Macedo em Campos de Jordão tem cômodos que reproduzem em detalhes alguns cômodos do Palácio de Versalhes).

A revista "Isto é" de algumas semanas atrás trouxe a notícia das negociações de bastidores da chamada bancada do jogo no Congresso Nacional para a liberação de bingos e o estabelecimento de cassinos no Brasil. Estavam lá os nomes dos integrantes da tal bancada e, para minha surpresa, um dos integrantes é o deputado federal pelo PSDB do CE, João Campos, também presidente da bancada evangélica fundamentalista naquela casa de leis.

Fiquei surpreso de ver o nome do deputado João Campos na tal bancada do jogo porque se por um lado ruiu a tal ascese com o advento da doutrina da prosperidade, por outro, permaneceu a tal “santificação da vida”, ou seja, crente que é crente (no sentido fundamentalista) não bebe, não fuma, não faz uso de drogas, tampouco se envolve em jogatina. O que estava fazendo o nome do presidente da bancada evangélica fundamentalista na bancada da jogatina?

O fato revela a hipocrisia dos fundamentalistas evangélicos que pregam uma coisa mas que, na prática, fazem coisas bem diferentes das que pregam, mas isso não é novidade alguma para um bom observador do comportamento evangélico de tipo fundamentalista, só não sei se tal fato é conhecido do público evangélico que lotam os bancos e os cofres das igrejas desta vertente religiosa, que cumprem, geralmente, à risca, a tal lista de “pode e não pode” (e jogatina nunca pode!) que tais igrejas lhes impõem.

Seja como for, para mim, ciente da hipocrisia evangélica fundamentalista desde que a idade da razão em mim nasceu, o nome de João Campos – reforço: presidente da bancada evangélica fundamentalista no Congresso Nacional – levanta algumas questões sérias demais, tendo em vista as investigações ainda em curso no país em relação ao enriquecimento célere de lideranças de tais igrejas fundamentalistas e o suposto envolvimento de tais lideranças com a lavagem de dinheiro para o narcotráfico.

Sabemos que os bingos/jogo do bicho – bem como os cassinos em outros países – andam de mãos dadas com o narcotráfico. É lavanderia de dinheiro adquirido em práticas ilegais.

Tenho dito aos quatro ventos que é necessário e urgente, na verdade, passou da hora, de começarmos a exigir do Congresso Nacional, uma CPI sobre as finanças, verdadeiras caixas pretas, das igrejas evangélicas. A vida nababesca que pastores e pastoras fundamentalistas vivem no Brasil, é sinal claro do rio de dinheiro que corre nos leitos dessas igrejas.

A militância LGBT bem que poderia iniciar uma campanha nacional, colhendo assinaturas para exigirmos do Congresso Nacional uma profunda investigação nas caixas pretas dessas igrejas. A presença do presidente da bancada evangélica do Congresso Nacional na bancada da jogatina, suponho, é somente a ponta de um enorme iceberg. Dependente do voto evangélico para se eleger, João Campos está ali como o menino de recado da alta liderança das igrejas evangélicas fundamentalistas do Brasil.

A pergunta que não quer calar: o que faz um “santo” na roda dos escarnecedores? Boa coisa é que não pode ser!

Abre o olho, militância LGBT! Nosso inimigo tem pés de barro! Derrubemos! 

* Márcio Retamero, 37 anos, é teólogo e historiador, mestre em História Moderna pela UFF/Niterói. É pastor da Comunidade Betel/ICM RJ e da Igreja Presbiteriana da Praia de Botafogo. É autor de "O Banquete dos Excluídos" e "Pode a Bíblia Incluir?", ambos publicados pela Editora Metanoia. E-mail: marcio.retamero@gmail.com.



Você gostaria de conhecer seu próximo namorado?

Se você quer conhecer vários caras bem próximos da sua casa ou do seu trabalho, nós temos uma solução completa e experiência de mais de 14 anos formando casais gays para namoro, casamento e também para uma noite de diversão.

Você só precisa se dedicar um pouquinho fornecendo suas informações com uma boa foto e pronto! Vários caras vão bater na sua porta querendo um pouquinho de você.

Gostou da ideia? É bem fácil, basta clicar aqui nesse link e digitar o seu e-mail para ter tudo isso.



Você quer receber nossas noticias por email?



Link

Comentários








sostenes da cunha silva: PORQUE SO ATACAR A IGREJA EVANGELICA QUANDO TODAS RELIGIOES PREGA HOMOFOBIA AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAFFFFFFFFFFFFFFFF O PAPA FALOU QUE GAY E UMA PRAGA QUE ASIM COMO O CANCER E O HGIV DEVE SER ESTINTO DA SOCIEDADE ISO NEGUINHO NAO POSTA

José: O João Campos é do PSDB de Goiás e não do Ceará.

Diego Oliveira: Até poucas décadas atrás quando se falava que alguém era evangélico havia respeito sobre esse fato. O que aconteceu que com o tempo Jesus Cristo tornou-se um negócio muito vantajoso tanto do ponto de vista político como material. Esse processo ocorreu juntamento com a infiltração de verdadeiros lobos em pele de ovelha em muitas igrejas evangélicas. É fundamental que o joio seja exposto e arrancado para que o bom nome dessas igrejas volte.

Mario Sousa Junior: Na verdade isso configura o verdadeiro Talibã Evangélico que se instalou num país que é constitucionalmente laico porém, nessa mesma contistuição não explicita o que é na verdade uma entidade de utilidade pública sem fins lucrativos no qual as ongs e seitas religiosas se encaixam para fugirem do fisco e se tornarem em verdadeiras lavanderias de dinheiro público e centros e corrupção.

Bonome: As Igrejas Evangélicas hoje passam por crise de liderança. O número de evangélicos cresceu, mas não foi possível formar liderança com responsabilidade e comprometida com o Reino de Deus. Em Goiás não é diferente, tenho tido vergonha por atitudes de irmãos na fé, líderes e pastores. No entanto, Jesus nos ensina na Bíblia a seguir seu exemplo de abnegação e abandono do mundo, crucificando a carne, como era ensinado também nas Igrejas Evangélicas dos anos 1970 - 1990, quando decidi seguir a Jesus Cristo como meu Senhor e Salvador. Guardemos os nomes desses lobos vestidos em pele de ovelha! Não votemos nessa corja de enganadores! Qualquer evangélico que entra na política já não merece meu crédito, nenhum até hoje foi político e fiel a Deus ao mesmo tempo! Fiquem com Deus!

anderson: Nosso problema sempre serà "politico". Sem uma real noçao de "politica" (isto é, do ser-em-comum, da açao, que é correlativa ao espaço publico - tal como a definiu Hannah Arendt), ateus, catòlicos, evangèlicos (nao necessariamente fundamentalistas) sempre cederao o seu poder de influencia a homens que se autodenominam "autoridades". E é por isso que o movimento gay està fadado ao fracasso: hà algo mais a-politico do que o individualismo gay? Mas vale lembrar que nem o livro de Weber escapa àquilo que é o contrario da "politica", isto é, o materialismo economico (mesmo quando dissimulado na ascese religiosa).

Ailton Berberick: Um ótimo exemplo da aplicação da lei de redução ao absurdo, desconstrói toda essa moralidade falaciosa na qual eles se sustentam para atacar os outros grupos. Apoio a ideia de um movimento nacional de devassa nas contas dessas organizações religiosas que lavam rios de dinheiro na cara da população.

Edivaldo do Rego Barros Filho: Taí uma ótima causa em que a comunidade LGBT poderia se unir e mostrar que seus interesses vão além da legitimização da sua sexualidade...

Marcel: Parabéns pelo texto. O principal problema com relação aos vinculo entre os brasileiros e brasileiras com o cristianismo simplório pregrado por essas igrejas é a IGNORÂNCIA. Como disse outro grande pensador das Ciências Sociais, Karl Marx, "a religião é o ópio do povo". Enquanto a luz do conhecimento não mediar a relação das pessoas com a religião vamos continuar vendo estes "zumbis" dizendo que são "pastores". Ironicamente, parafrasiando a biblia, com um cego pode guiar outro. Temos que ter educação de qualidade no Brasil para que as pessoas possam escolher por meio de uma perspectiva crítica.

Paris: Só lamento que idéias como essa do Márcio, de mobilizar-se afim de exigir uma CPI, não passe da fase "idéia". Essas tais lideranças LGBT parecem estar mais interessadas em paradas Gay - que hoje estão longe de serem manifestações em torno da causa LGBT - do que em ações deste tipo, que, seriam de maior ajuda na luta contra a discriminação.

Osvaldo Lélis: João Campos é deputado por Goiás e não pelo Ceará. Bom texto!

reginaldo: que maravilha vamos sim nos reunirmos e exigir uma CPI das igrejas evangélicas e acabar com essa corja de ladrões

Marcos Lord: Acho incrível que ainda haja quem realmente acredite que essas criaturas sejam representantes de alguém além deles mesmos...se chafurdarem essa fossa, ainda vai sair muita sujeira... Religião e Política não podem andar junto...

Paullo: Que cara inteligente. Frequentei o meio evangélico por uns quase 4 anos. Para eles, são irredutíveis, "homossexualismo" é de******! Acrescentando, gostaria de participar de um debate sobre o livro histórico Bíblia, já que tem passagens de condenação, Não cheguei a encontrar as passagens bíblicas de homossexuais que se converteram, dos de***** que Jesus (Yeshua) expulsou dos glbtt, dos "pecadores homossexuais" que se redimiram e se tornaram grandes profetas?! Vejo que esse assunto, assim como o espiritismo, é negligenciado de explicação por quem escreveu!!!

LUCA: Eu tenho sempre afirmado que temos que atacar o ponto fraco dos evangelicos homofobicos fundamentalistas que eh o bolso. E o que nao falta sao motivos para isso. Devemos lutar tb para que pastores, padres, enfim lideres religiosos nao possam concorrer a cargos publicos onde seus principios religiosos se chocam com o cargo publico que ele vai ocupar. Temos que lugar e mostar que essa gente nao presta, sao corruptos que estao na politica para tirar proveito e enrriquecer.

Emerson Zocchi: Eu tenho falado com a Soninha Francini na possibilidade de pedir ao Juizo Eleitoral o afastamento de religiosos do congresso nacional e de qualquer cargo que legisle, tanto municipal, estadual etc...pelo simples fato do Brasil ser Laico e a presença dessa gente contamina, influencia a criação de leis e daqui a pouco aqui será uma Uganda da vida. Parem e pensem, o Silas Malafaia compara homossexual com pedófilo, logo ele sugere que homossexualidade se torne crime! No governo não pode haver religioso e sim gente com capacidade de gestão dos recursos da União para uso e fruto do povo, da soberania nacional, da educação, da saúde e da segurança pública.

Sebastian: Brilhante texto... Para uma pessoa no mínimo pensante sabe oq está por trás desta corja... O pior é saber que mesmo dentro do Congresso Nacional, no Ministério Público esta corja está envolvida... Estão todos os lugares... Temos q cortar o mal pela raíz. O povo brasileiro infelizmente prefere se ferrar doq se opor a aqueles q se dizem a serviço de Deus.

Linda Emanuély: Em 11/11/2011 um portal se abrirá! O Juizo das hostes da luz cairá sobre o Brasil da mesma forma que houve a primavera no mundo Árabe. GAY EMANUÉLY - SEMPRE GAY EMANUÉLY!

Marcelo Lopes: Que matéria FANTÀSTICA! Parabéns Acapa e ao Márcio Retamero, nossa realmente a matéria é de tirar o folego! por favor, peçam mais materias sobre este assunto a ele. Obrigado!

alexandre: será possível que só teremos essa alma clamando no deserto. vamos colocar a lama das igrejas e de seus pastores "honestos" e "homens de Deus" pra todo mundo ver

Anterior  1  Próxima 

Ofertas Atirados

 

 

Cueca Breathable Mesh - Coleção Envy

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 112,00

 

 

Cueca com Fechos Magnéticos Break A Way - Coleção Envy

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 125,90

 

 

Cueca Maximum Front Enhancement - Coleção Envy

 

Preço: R$ 149,00
PROMOÇÃO: R$ 112,00

 

 

Jockstrap Maximum - Branca - Coleção Envy

 

Preço: R$ 199,00
PROMOÇÃO: R$ 169,90


É expressamente proibido a reprodução parcial ou total de qualquer conteúdo do site A Capa sem prévia autorização por escrito dos responsáveis.
A Capa na iTunes App Store A Capa no Android Market RSS Facebook Twitter SoundCloud
Cadastre-se no informativo